POEMA

(O verme)



Fosse o verme nuvem,
por força teria
saudades do chão.


Armindo Rodrigues

6 comentários:

samuel disse...

Lindo!!!

Abraço

poesianopopular disse...

Grande Armindo Rodrigues!
Obrigado camarada!
Abraço

Maria disse...

Na "mouche", que é como quem diz no "verme"!
Lindo!!!

Um beijo

Antuã disse...

o Verme vai ser candidato ao Parlamento Europeu.

Ana Camarra disse...

O verme neste caso lá vai já a fazer as continhas da viagem para Bruxelas........

Fernando Samuel disse...

samuel: um abraço.

poesianopopular: um abraço.

Maria: boa!
Um beijo grande.

Antuã: um candidato à altura de quem o escolheu...
Um abraço.

Ana Camarra: e por cá parece que tem mais umas continhas caladas...
Um beijo.