MAIO - LUTA, FESTA, AMOR, FUTURO

PRIMEIRO DE MAIO


Hoje cidade está parada
e ele apressa a caminhada
pra acordar a namorada logo ali
E vai sorrindo, vai aflito
pra mostrar, cheio de si,
que hoje ele é senhor das suas mãos
e das ferramentas

Quando a sirene não apita
ela acorda mais bonita
sua pele é sua chita, seu fustão
E, bem ou mal, é o seu veludo
é o tafetá que Deus lhe deu
e é bendito o fruto do suor
do trabalho que é só seu

Hoje eles hão-de consagrar
o dia inteiro pra se amar tanto
Ele, o artesão,
faz dentro dela a sua oficina
E ela, a tecelã,
vai fiar nas malhas do seu ventre
o homem de amanhã


Chico Buarque

10 comentários:

Anónimo disse...

Ao Fernando Samuel:

Um grande abraço e continuação de um excelente trabalho no colectivo «Cravo de Abril».

E já agora, deixe-me dar aqui alguns vivas, próprios neste belo e merecido dia:

Viva Friedrich Engels e Karl Marx!

Viva a luta de todos os trabalhadores que, com consciência, lutam contra a exploração do homem pelo homem!

Viva o colectivo "Cravo de Abril" e todos aqueles que participam nele!

Viva o 25 de Abril!

Viva o 1.º de Maio!

(Jorge)

Graciete Rietsch disse...

Tão lindo!!
E que bom é construir em sintonia o homem de amanhã!!!!

Um beijo.

svasconcelos disse...

Que lindo!:) Ombreados, todos tecemos o homem de amanhã.
beijo!

samuel disse...

Fantástico!
Este Chico tem jeito... :-)))

Abraço.

cid simoes disse...

Não conhecia; vou guardar!

GR disse...

Nada melhor que começar Maio com o Chico Buarque (já agora também com o 1º comentário "jorge")

BJS

GR

A Chispa ! disse...

Depois de um longo período a andar e a gritar palavras de ordem, contra as medidas de austeridade,no fim mais uma vez OBRIGARAM o povo a cantar o reaccionário hino nacional, simbolo da revolução repúblicana burguesa como que a dizer que estamos dispostos a sacrificar-nos pelo interesse nacional é por demais vergonhoso.

Passem pelo "resistir.info" e leiam o artigo do KKE-PCGrego, sobre o encontro que a Direcção do PCP teve com a do BE.

A Chispa!

Pedro Namora disse...

Ao Fernando Samuel:
"Vasco conservou-se calado. Ouviu o amigo com uma atenção ansiosa, fixando-lhe os olhos. Depois, com uma voz tão baixa que parece dirigir-se apenas a si próprio, murmura: Conhecer-te foi a maior felicidade da minha vida... podes crer, eu esperava por ti, sabia que, em qualquer parte do mundo, tu existias... e foi bom ver-te chegar, com a tua amizade total, com o teu riso aberto, com os teus livros dentro da camisa, com a tua timidez exposta, com as tuas convicções fortes, com essa força interior que conforta todos os que te conhecem. Quando te vi chegar, soube que tinha chegado o meu amigo, aquele em quem eu confio mais do que em mim próprio, a quem confidenciarei tudo o que jamais direi seja a quem for...
Interrompe-o Francisco, procurando disfarçar a comoção: Se continuas assim, fazes-me chorar. Vasco põe um sorriso terno: Chora, então, porque eu vou continuar..."

O Caminho das Aves

Anónimo disse...

Lindo, lindo, meu amigo. Abraço do tamanho do mundo.
nuno

Fernando Samuel disse...

Jorge: obrigado, amigo, por este comentário e por todos os outros que nos tem feito chegar.
Um forte abraço de camaradagem.

Graciete Rietsch: o homem novo é a nossa luta colectiva que o constrói...
Um beijo amigo.

svasconcelos: assim tecemos o tecido novo do futuro...
Um beijo amigo.

samuel: o rapaz tem jeitinho, não tem?...
Abraço grande.

cid simões: este é dos que vale a pena guardar...
Abraço amigo.

GR: ... e com outros comentários, incluindo o teu, minha Amiga.
Um beijo para ti e um abraço para o Alex.

Pedro Namora: «A Amizade é tudo»...
Abraço GRANDE.

nunão: ... ou: do tamanho da Amizade...