DE ALTO A BAIXO

A Igreja Católica anda em alvoroço - e não é caso para menos: João Paulo II vai ser beatificado.
FINALMENTE!

(O cardeal português José Saraiva Martins, especialista em beatificações, santificações & correlativos, não cabe em si de felicidade e alegria - e não é caso para menos: não se trata apenas de mais uma beatificação; trata-se, ele o diz, da beatificação do seu amigo do peito)

Porquê só agora João Paulo II é beatificado, sabendo-se, há tanto tempo, de tantas e tão poderosas razões para a beatificação?
Porque uma pessoa para ser beatificada precisa de ter feito um milagre - um milagre autenticado por quem de direito e que não deixe a mínima dúvida sobre a sua autenticidade.
Ora, João Paulo II fez, de facto, um milagre: tratou-se da «milagrosa cura de uma freira francesa, de 44 anos, que sofria de Parkinson».
Não sei bem como é que as coisas se passaram, mas não há-de ter andado longe disto: João Paulo, o Papa, passou, viu a freira a tremer de Parkinson, estendeu-lhe uma bênção e... pronto: levanta-te e caminha, que é como quem diz, toma e vai-te curar - e a freira assim fez.
(registe-se o facto notável de João Paulo II, sofrendo do mesmo mal, ter optado por curar a freira, certamente sabendo que só tinha um milagre em carteira)
Assim terão sido os factos, mas só agora - após aturadas investigações e averiguações e considerações - é que o milagre foi reconhecido como tal.
Por isso, João Paulo II merece a beatificação.

E não só por isso.
Na verdade há que premiar os esforços que o Santo Padre dedicou, durante todo o seu papado, na procura de milagres beatificadores: o homem correu mundo e pôs os seus homens de mão a correr mundo.
E os resultados estão à vista: no seu reinado, João Paulo II «beatificou 1 350 pessoas e canonizou 483 santos. Mais do que todos os seus antecessores nos últimos cinco séculos».
É OBRA!

Por tudo isso, como acima se disse, João Paulo II merece a beatificação.
Por mim, santificava-o, até.
Por tudo o que fez - e tanto foi: pela sua arrebatada e exuberante paixão por Maria; pelos casos de pedofilia que arquivou; pelos pedófilos que abrigou no seu seio; pela rédea toda que deu aos marcinkus/banqueiros de Deus, Lda.; pelos estímulos dados aos ambrosianos negócios e aos ambrosianos financiamentos a gente pia e a pias instituições, como Anastásio Somoza e o sindicato Solidariedade... - por tudo isso, e por muito mais que, por desnecessário, aqui se não diz, eu santificava-o bem santificado.
De alto a baixo.

(já agora, registe-se também o facto de a riquíssima experiência ambrosiana - com os seus riquíssimos negócios que tornaram riquíssima tanta gente: venda de empresas inexistentes, financiamentos de campanhas eleitorais, venda de acções pela porta do cavalo, compra das mesmas acções pela mesma porta do cavalo, mas pelo dobro do preço, etc, etc - ter servido de inspiração - divina, obviamente - a muita gente por esse mundo fora...)

8 comentários:

joão l.henrique disse...

Se só ele beatificou 1350, é mais um para a galeria da parvoíce.

Um abraço.

Bruno disse...

Um dos actos mais bonitos que João Paulo II fez, foi ter enfiado uma bala na cabeça da Nossa Senhora de Fátima.

Isto sim, ao contrário do tal milagre, é verídico.

samuel disse...

E vai mais uma coincidência! :-)))
Eu resolvi ser solidário com a coitada da freira...

Abraço.

Maria disse...

Não me digas que também lhe disseste 'toma e vai-te curar', hehehehehe....
E assim vai o mundo dos beatos e beatificados :))

Um beijo grande.

svasconcelos disse...

Ai, Fernando Samuel, eu que tenho uma certa celeuma com esta igreja e ainda mais venho ler o teu post, confirmar algumas das minhas razões e reforçá-las com outras que nem conhecia... Só posso confirmar que esta igreja é repugnante, por tantas razões. Venham a nós os pecadores, por favor!

Um beijo,

Graciete Rietsch disse...

Que bem que a Santa Igreja sabe escolher os papas. Servem tão bem os poderosos e os seus interesses usando como escudo bem visível o seu amor pela caridadezinha!!!!!
Tenhamos paciência!!!
Não, revoltêmo-nos.

Um beijo.

Anónimo disse...

Estes santos estão todos no Inferno.
Antuã

Fernando Samuel disse...

joão l.henrique: portanto, são 1351...
Um abraço.

Bruno: se eles se lembram desse milagre, fazem-no já santo...
Um abraço.

samuel: fizeste bem: devemos tratar bem as «irmãs»...
Um abraço.

Maria: é só beatices...
Um beijo grande.

svasconcelos: por tantas razões... e mais algumas...
Um beijo.

Graciete Rietsch: são todos escolhidos a dedo...
Um beijo.

Antuã:... que é o lugar deles...
Um abraço.