EU PAGO PARA VER

Durão Barroso, presidente da Comissão Europeia, anunciou discurso no Parlamento Europeu.
E anunciou mais: fez saber que «vai utilizar pela primeira vez o modelo americano do discurso do Estado da Nação» - que é aquele discurso que o Presidente dos EUA profere todos os anos, perante as duas câmaras do Congresso e no qual apresenta as linhas mestras da sua política para os 12 meses seguintes.

Temos, assim, Barroso em bicos de pés, disfarçado de presidente dos estados unidos da Europa, na modalidade voz do dono, naturalmente acrescida do lusitaníssimo Porreiro, pá!...
E tamanho é o entusiasmo do homenzinho com o discurso anunciado - e com a suposta superior qualidade do dito - que deu ordens para que todos os deputados o vão ouvir.
Mais: exigiu a todos os deputados que picassem o ponto, para confirmar presença.
Mais ainda: ameaçou multar os deputados que não o fossem ouvir - anunciando, até, o valor da multa: 150 euros.


É claro que o presidente Barroso foi obrigado a desistir das exigências e a recuar nas medidas punitivas anunciadas: já não há ponto picado nem multas...
Mas fica o registo da predisposição do homenzinho, do que ele é capaz de fazer se o deixarem.

Portanto, cuidado com ele!
Não esqueçamos que o animal foi premiado com o cargo de Presidente da Comissão Europeia pelos serviços prestados no decorrer da reunião do bando dos quatro, onde foi decidida a invasão e ocupação do Iraque - invasão e ocupação que, concretizada, se saldou pela destruição do país e pelo assassinato de centenas de milhares de homens, mulheres e crianças inocentes.

E o facto de, na Cimeira dos Açores, o homenzinho apenas ter feito de porteiro e de criado de serviço às bebidas, não diminui em nada as suas responsabilidades no crime contra a humanidade que ali foi decidido e, posteriormente, cometido.

Tal como Bush, Blair e Aznar, o presidente da Comissão Europeia é um criminoso.
Que um dia será julgado. E condenado.
E nesse dia, não será necessário cobrar multas a quem não for assistir ao julgamento...
Eu pago para ver...

11 comentários:

Maria disse...

Cada vez é mais pequenino. E quem se agacha muito, já se sabe...
Vou levar este post para lá, para trazer mais pessoas aqui.

Um beijo grande.

João disse...

Eu também pago para ver. E até pago bilhete de primeira plateia, primeira fila, bem ao centro!

Já agora, alguém me dirá porque é que o homenzinho falou em inglês aos Deputados Europeus no tal "discurso da união"? Terá sido para parecer-se ainda mais com o amigalhaço americano? Mas o homenzinho não é português? E o português não é língua oficial da UE e do PE? Então porque usou esta figurinha o inglês para este discurso?

samuel disse...

De facto... também reparaste, e de que maneira! :-)))
Belo post!

Abraço.

trepadeira disse...

Também pago para ver.Não o discurso,o julgamento.
Um abraço,
mário

Graciete Rietsch disse...

E quem o obrigou a desistir das multas e picadelas de ponto? Será que desistiu mesmo?

Um beijo.

Antuã disse...

Querem ver que os deputados faltosos são perigosos terroristas portadores de armas de destruição em massa?!...

Anjos disse...

Possivelmente encomendou alguma sondagem e descobriui que a maioria preferia pagar os "míseros" 150 euros.

Quando chegar o Dia C (o da condenação) eu também pago para assistir ao julgamento do mostrengo!

José Rodrigues disse...

O cherne come-se frito/cozido ou assado...é peixe caro...mas este cheira a fénico que tresanda...


Abraço

Membro do Povo disse...

O ridículo destes políticos só serve para dar cara de palhaçada à política, suja o nome da gente séria que se dedica à política pelo interesse da população. Esse estafermo sim deveria ser punido, estupidez a esse ponto deveria ser crime.

Fernando Samuel disse...

Maria: um beijo grande.

João: falar em inglês é subserviência que vem de longe: já o Guterres, quando era primeiro-ministro, abriu a chamada «presidência portuguesa» com um discurso em inglês...
Um abraço.

samuel: por que será?...
Um abraço.

Mário: já somos dois...
Um abraço.

Graciete Rietsch: a coisa foi tão escandalosa que até os colegas dele protestaram...
Um beijo.

Antuã: admira-te!...
Um abraço.

Anjos: esse será o Grande Dia.
Um abraço.

José Rodrigues: este apodreceu...
Um abraço.

Membro do Povo: julgado e condenado pelos crimes de que foi cúmplice...
Um abraço.

duarte disse...

o melhor é ficar a dever, não vá o diabo tecê-las!
abraço.