ALÍCIA ALONSO

De 28/10 a 7/11 realiza-se, em Havana, o Festival Internacional de Ballet, cuja primeira edição data de... logo a seguir ao triunfo da Revolução Cubana, obviamente.
A relevância deste Festival pode medir-se pelas companhias que ali se farão representar: Royal Ballet de Londres, English National Ballet, Scala de Milão, American Ballet Theatre, entre muitas outras.

A organização do Festival está a cargo do Ballet Nacional de Cuba - considerada uma das cinco melhores companhias de ballet clássico do mundo - dirigido por aquela que foi a maior bailarina cubana de sempre e uma das maiores bailarinas mundiais: Alícia Alonso.
Aliás, o próximo Festival ocorre «en el año de homenagen a la prima ballerina assoluta Alícia Alonso».

À semelhança do que tem acontecido nas edições anteriores do Festival, Alícia Alonso, em nome do Ballet Nacional de Cuba, enviou convites a pessoas de vários países.
Só que, desta vez, da lista dos convidados consta um nome invulgar e certamente inesperado para a imensa maioria das pessoas.
Com efeito, a grande bailarina cubana convidou o Presidente dos EUA, Barack Obama, para assistir ao Festival.
Mas Alícia Alonso fez mais: convidou Obama a levar consigo os cinco cidadãos cubanos injustamente presos há doze anos nos EUA.

Aí está um convite bem direccionado e oportuno e que, se fosse correspondido, me levaria (a mim e a milhões de pessoas) a aplaudir o Presidente Obama - o que só lhe ficava bem.
Sendo certo que, se isso acontecesse, Obama deixaria de ser aplaudido todos os dias por todos os soares do planeta - o que só lhe ficava bem.

Para já, os meus aplausos vão para quem os merece: Alícia Alonso.

14 comentários:

joão l.henrique disse...

Levo a crer que Obama não vai e é por vontade própria.

Um abraço.

do Zambujal disse...

Mensagens (a tua e - como compreenderás... - sobretudo a de Alícia Alonso)a merecerem todo o aplauso. E ainda sobrariam bastantes para Obama!

Grande abraço

Antuã disse...

Aplausos para Alícia Alonso. Se o homenzinho correspondesse ao convite seria abatido pelos "democratas" norte-americanos. Estou a pensar naqueles que nos USA detêm realmente o poder.

trepadeira disse...

Como diriam alguns amigos Cubanos"no tiene oevos".
Não era Alícia mas,o TMG deliciou-nos com o Corella Ballet no passado sábado.Um encanto.Uma bailarina em pontas uns bons 5 minutos sem vir abaixo.E o director da companhia,fez uma perninha magnífica.
Um abraço també para a Alícia,
mário

Maria disse...

E eu junto o meu aplauso ao teu, neste momento: a Alicia Alonso!

Um beijo grande.

samuel disse...

Muito, muito bom!
Este vou surripiar, linkar, adaptar... sei lá! :-)))

Abraço.

Anjos disse...

Grande Alícia! Aplausos para ela mas também para quem com os outros partilha tão bons textos!

Um abraço

Nelson Ricardo disse...

Um convite certeiro. Duvido é que o destinatário o aceite. Deverá estar mais ocupado com os jogos de guerra.

Um Abraço.

Hilário disse...

Aplausos para Alícia!
se não te importas vou levar este belo texto para outro lado.
Um Abraço

Fernando Samuel disse...

joão l.henrique: de acordo.
Um abraço.

do Zambujal: ó se sobravam!...
Abraço grande.

Antuã: o grande capital, pois claro...
Um abraço.

mário: um abraço.

Maria: aplausos mais do que merecidos.
Um beijo grande.

samuel: abraço grande.

Anjos: «Grande Alícia!»
um abraço amigo.

Nelson Ricardo: o «negócio» dele não é o ballet...
Um abraço.

Hilário: não me importa nada.
Um abraço.

Anónimo disse...

Vou partilhar no facebook. Com a respectiva indentificação do autor.

Graciete Rietsch disse...

Vou-me repetir.
Obrigada companheira Alicia.


Um abraço e também um obrigada
para ti, camarada, pelos belos e lúcidos textos que escreves.

duarte disse...

os meus também.
muito bom.
abraço do vale

Fernando Samuel disse...

Anónimo: um abraço.

Graciete Rietsch: um beijo grande, camarada.

duarte: aplaudamos, então.
Abraço grande.