VELHOS TRUQUES

Ainda a propósito dos recentes «dados» sobre a «economia» e o desemprego: disse Sócrates que as «melhorias na economia» se deviam à sábia política do seu Governo e que o aumento de desemprego era culpa da «crise internacional».
Ou seja: o que é bom fizemos nós, o que é mau veio de fora...

O truque é velho e tem sido utilizado por todos os primeiros ministros da política de direita - inimigos de Abril e homens de mão do grande capital - em especial por aqueles que levaram mais longe essa política e mais danos causaram a Portugal e aos portugueses: Soares, Cavaco, Guterres, Barroso e, agora, Sócrates.
A única diferença é que para Soares e Cavaco, por exemplo, as culpas eram da «conjuntura internacional» enquanto para Sócrates a culpada é a «crise internacional»...

Outro truque comum aos governantes PS/PSD ao longo dos últimos 33 anos, é o das promessas - promessas muitas, feitas em tempo da caça ao voto, e que depois, não apenas não são cumpridas como... antes pelo contrário...
Tomemos dois exemplos relacionados com o desemprego: Cavaco, no início do último mandato da longa década em que flagelou os trabalhadores, o povo e o País, prometeu a criação de 100 mil postos de trabalho - no final do mandato, o número de desempregados tinha aumentado em 100 mil...; mais perto da nossa memória estão os 150 mil empregos prometidos por Sócrates - tantos quantos os que, só no último ano, vieram aumentar o exército de desempregados...

É destes truques, velhos e sujos, que se alimentam os governantes da política de direita - homens de mão do grande capital e inimigos de Abril.

6 comentários:

Maria disse...

Termos as campanhas para, mais uma vez, esclarecer, esclarecer, esclarecer... e desmontar estes truques que, de tão velhos, cheiram a ratos.

Um beijo grande

samuel disse...

Truques de ilusionismo "pimba"...

Abraço.

J.S. Teixeira disse...

É do conhecimento público um livro de de Darrell Huff intitulado "How to lie with statistics" que, pelos vistos, foi o livro herdado dos anteriores governos do PSD e adoptado pelo Governo de Sócrates para manual político.

Antuã disse...

E o pior é que há muita gente que se deixa levar por estes vendedores de banha de cobra.

Irlando disse...

Não te esqueças Camarada,durante muitos anos,para Soares (o pai da democracia portuguesa)a culpa era do GONÇALVISMO.E mais não digo

Fernando Samuel disse...

Maria: a ratos, exacto...
Um beijo grande.

samuel: e com barbas, mas que continuam a iludir...
Um abraço.

J.S.Teixeira: não conheço o livro de que falas.
Um abraço.

Antuã: a maioria...
Um abraço.

Irlando: não me esqueço, não, Camarada.
Um abraço.