POEMA

NENHUMA PALAVRA TE FAZ JUSTIÇA


Tremor mais forte que a cópula,
companhia mais intensa do que a solidão,
conversa mais rica que o silêncio,
realidade mais estranha que o sonho,
verdade do dia e da noite,
céu colorido de bandeiras,
canção que não se detém,
razão de estar aqui:
Já vês que nenhuma palavra te faz justiça.
Revolução.


Roberto Fernández Retamar

6 comentários:

CRN disse...

Fernando,

"Felizes os normais, esses seres extraños(...)", aqueles que conhecem pouco mais que as várias faces do sorriso, nunca esperarão mais que o sol, até que o deixem de ver.

A revolução é hoje!

Maria disse...

Tão lindo!!!
Obrigada

Um beijo grande

samuel disse...

Não é fácil pôr a coisa em palavras...

GR disse...

Esta é a verdadeira definição da REVOLUÇÃO!

Lindíssimo.

GR

Ana Camarra disse...

Fernando Samuel

Inspirador!

beijos

Fernando Samuel disse...

CRN: a revolução somos nós...
Um abraço.

Maria: um beijo grande.

samuel: «ELA» são tantas palavras...
Um abraço.

GR: uma muito bela definição, certamente.
Um beijo.

Ana Camarra: sem dúvida.
Beijos.