O CHARLATÃO

«A crise é geral e vem de fora»: papagueou Mário Soares, hoje, no DN - e, para fazer nossa a sua conclusão, acrescentou: «como sabemos».

Com isto quer Soares dizer que não fora a malvada crise - vinda de fora... - e estaríamos a viver no melhor dos mundos.

Com isto quer Soares fingir que não sabe que, quando a crise global cá chegou, já nós por cá sofríamos os efeitos brutais de uma crise local provocada pela política de direita - que é, como nós e o Soares sabemos, uma política por ele inaugurada há mais de 32 anos, no cumprimento de ordens expressas dos seus patrões pagantes de aquém e de além mar.

Com isto quer Soares que concluamos que os tempos que aí vêm - com mais desemprego, piores salários e reformas, mais injustiças, mais pobreza, mais miséria... e mais vantagens para os grandes grupos económicos e financeiros - são consequência da crise que veio de fora.

Com isto quer Soares que, nas eleições que aí vêm, o Governo PS e a sua política de direita sejam premiados, se possível com maioria absoluta, pelo bom trabalho que fizeram - e que só não foi melhor porque a malvada crise, vinda fora, não deixou...

Com tudo isto, merece Soares que se lhe diga o que ele merece ouvir.

13 comentários:

zé malhado disse...

Coitadinho, o lá fora e os seus amigalhaços americanos é que tiveram a culpa, que chatice, pobrezinho do nosso querido Sócrates. É preciso tanto azar. Coitadinhos desses socialistas que são tudo menos socialistas.

Um grande abraço camaradas

Maria disse...

É preciso ter lata! Como se não tivesse sido ele o primeiro a tramar isto tudo...
É por estas e pelas outras que não leio esses jornais!

Um beijo grande

samuel disse...

Como sabemos!

Anónimo disse...

- Que vá mudar de fralda?...

rui silva

Hilário disse...

Fernando,
O senhor Mário Soares já começou a campanha eleitoral.

Vamos começar a assistir às grandes trapalhadas deste senhor, o qual já estamos habituados à mais de trinta anos.
É uma vergonha!

Um Abraço

julio disse...

mais uma vez este senhor aparece, na altura certa, tentando branquear a politica de direita deste governo!
mas já não é novidade...

julio disse...

mais uma vez este senhor aparece, na altura certa, tentando branquear a politica de direita deste governo!
mas já não é novidade...

Antuã disse...

Este charlatão aparece em tudo o que é feira. Vêm aí as feiras eleiçoeiras.

João Valente Aguiar disse...

E o que o Soares não diz é que a crise também é resultado intrínseco de um sistema social, político e económico que ele se abstém de contestar: o capitalismo e a sua classe dominante.

Um abraço

João Valente Aguiar disse...

E o que o Soares não diz é que a crise também é resultado intrínseco de um sistema social, político e económico que ele se abstém de contestar: o capitalismo e a sua classe dominante.

Um abraço

Ana Camarra disse...

Dessas fontes de sabedoria, democracia e respeito pelos Portugueses o que se espera?

beijos

poesianopopular disse...

Do que será que, este politiqueirozinho de merda anda à procura?
Se a empresa dele fosse verdadeiramente Socialista, não sería uma empresa, e já o tinha escurraçado.
A Obamania deve estar a infectar-lhe à cabeça, ou tyalvez o alzheimer!
Abraço

Fernando Samuel disse...

Zé Malhado: exacto: são tudo menos o que dizem ser...
Um abraço.

Maria: e a isso, ele, sem-vergonha, responderá: «eu sou o pai da democracia»...
Um beijo grande.

samuel: como sabemos ou como eu sempre disse, são duas das suas frases preferidas...
Um abraço.

rui silva: ou isso...
Um abraço.

Hilario: de facto, é uma vergonha com mais de 30 anos...
Um abraço.

julio: ele é sempre o homem certo no lugar certo.
Um abraço.

Antuã: é o verdadeiro vendedor de banha de cobra.
Um abraço.

João Valente Aguiar: abstém-se de contestar e apoia totalmente.
Um abraço.

Ana Camarra: espera-se precisamente isto...
Um beijo.

poesianopoular: ele foi, é e será sempre igual... a si próprio.
Abraço.