DIZEM ELES, DIGO EU...

Após seis meses de bombardeamentos intensos - a um ritmo de mais de mil por mês, em média - a NATO... perdão, «os rebeldes líbios»... entraram em Tripoli...
(parece que sim, que entraram... o que não quer dizer que não venham a ter que sair ou, pelo menos, a não se instalarem com as facilidades que desejariam...)

E agora?:
Dizem os EUA, a GRã-Bretanha e a FRança que «agora, cabe ao povo líbio construir o seu novo destino»...
(e digo eu: isto são eles a falar, já que, como todos sabemos, o «destino» de que falam foi previamente destinado pelos EUA, a Grã-Bretanha e a França - e digo, ainda: entretanto, aguardemos: talvez o destino do povo líbio não venha a ser o que lhe destinaram os EUA, a Grã-Bretanha e a França...)

E a «operação da NATO»?, chegou ao fim?
Não!
Dizem as autoridades britânicas que «a situação em Tripoli é confusa» - e «a NATO e os rebeldes fizeram questão de lembrar que a capital não está controlada nem pacificada, tal como não está o país, o que significa que os civis continuam a necessitar de serem protegidos»...
(e digo eu: portanto, a NATO vai continuar a... «proteger civis», matando-os - e digo ainda: a abertura do corredor que permitiu a entrada dos «rebeldes» na capital foi a varrer, os helicópteros norte-americanos arrasaram tudo o que era necessário arrasar, não sendo possível, ainda, quantificar o número de civis que foram «protegidos»...)

Diz Obama: «Os EUA não tencionam enviar tropas para o terreno».
Dizem «alguns analistas»: «esse cenário poderá vir a ser inevitável»...
(e digo eu: tropas norte-americanas já lá estão... prontas para o terreno... e juntar-se-lhes-ão as necessárias quando for... «inevitável»...)

Finalmente, diz o editorialista do jornal do Belmiro:
«Acabaram-se as dúvidas sobre a bondade da intervenção da NATO (...) Valeu a pena usar armas para ajudar a liberdade a nascer».
(e digo eu, repetindo-me: quem tal diz, podia e devia antes dizer: «Viva la Muerte!»)


Entretanto, diz outra-notícia-a-mesma:
«Líderes ocidentais apertam cerco à Síria»
E disse Obama-o-mesmo:
«O futuro da Síria tem de ser determinado pelo seu próprio povo (...) chegou o momento do Presidente Bashar al-Assad se demitir».
Disseram, horas depois, os bem amestrados líderes da Grã-Bretanha- e- da-França-os-mesmos: «O futuro da Siria tem de ser determinado pelo seu próprio povo, chegou o momento, etc, etc...».
E disse o secretário-geral da ONU, o mesmo, Ban Ki-moon, pelo telefone, ao presidente da Síria: «o futuro da Síria tem de ser, etc, etc, etc, etc...».

E digo eu: o imperialismo não pára na sua ambição criminosa de dominar o mundo.
E digo ainda: a luta dos trabalhadores e dos povos pelo direito a decidirem o seu futuro também não pára. E continuará até à vitória final - essa, sim, inevitável.



23 comentários:

Maria disse...

Eles alimentam-se de sangue. Não há palavras para classificar o que fazem sistematicamente às populações e aos países que invadem. Segue-se a Síria, pois claro.
Mas os povos terão sempre a última palavra a dizer. E com a luta decidirão o caminho a seguir até à vitória final!

Um beijo grande.

trepadeira disse...

Os sinais de desespero são evidentes.

Bem sabem que se abriu a caixa de Pandora.

O povo sempre acorda.

Um abraço,
mário

Anónimo disse...

E digo eu uma vez mais: O democrata assassino Barack Obama e todos os seus ferverosos aliados merecem ser condecorados com A Cruz Suástica de Ouro por comportamento político exemplar...

Anónimo disse...

Perante todos estes crimes ignóbeis praticados pela NATO ao serviço do imperialismo americano não se compreende porque razão o PCP ainda não apresentou no Parlamento uma proposta para que Portugal abandone a condição de membro da Nato acompanhada da respectiva condenação desta agressora organização.

samuel disse...

Ajudar a liberdade... pondo-lhe uma almofada sobre a cabeça... até que sufoque.

Abraço.

Medronheiro disse...

Os vampiros nazis não se saciam de sangue.

Almeida disse...

E houve para aí quem atirasse foguetes antes da festa, mas um pequeno país por vezes consegue vencer um gigante.

Antuã disse...

o prémio Ignobel da Paz está à sua altura de nazi.

Eduardo Miguel Pereira disse...

Expliquem-me lá uma coisa que eu ainda não entendi neste conflito na Libia.

A NATO anda há 6 meses a bombardear e a fazer guerra com o que de mais evoluido existe em armamento para "libertar" o povo Libio das garras desse infame ditador que é o Kadhafi, certo ?
Mas que raio, se a esmagadora maioria do povo Libio queria assim tanto ver-se livre de Kadhafi, porque é que durante 6 meses eles lutaram bravamente e com armamento muito inferior contra as forças "libertadoras" da NATO ?

Há aqui qualquer coisa que não bate certo, não ?

Anónimo disse...

E se os votantes europeus levarem com umas bombas postas por estes povos oprimidos ,invadidos,assassinados com o aval da estupidez em forma de gente q vota em sarkozis,merkeles,obama?Eu nada digo,a não ser q estavam a precisar de qq coisa diferente de pão e circo...
Por cada americano morto num país estrangeiro a minha alma rejubila.

Afinal,sempre foi um CRISTÃO,sionista,fascista !!!!!

Anónimo disse...

Então, Eduardo, Samuel, etc., sempre intransigentemente de serviço a defender a reputação e o bom nome da direcção do PCP, não tomam posição perante a passividade do PCP no Parlamento face à NATO?

Bolota disse...

" Há aqui qualquer coisa que não bate certo, não ?"

Parente Eduardo,

Eu acho que há mais que qualquer coisa...já vimos este filme noutro espaço em conflito, no Iraque.


Mas se calhar o melhor é dar uma vista de olhos:

Os jornalistas Mahdi Darius Nazemroaya e Thierry Meyssan estão sob ameaça de morte em Tripoli.

http://resistir.info/libia/entrev_21ago11.html


Mais, Kadafi á meia duzia de meses dormia nas melhores capitais do mundo e comia ás mesas mais abatadas hoje caido em desgraça...

Abraços

Anónimo disse...

Sem tirar, nem por.

O texto é evidente.

Os chamados "rebeldes" líbios são, na sua maior parte, criminosos e mercenários contratados pelo regime do Qatar, interessado no petróleo da Líbia.
Outros chamados "rebeldes", bem armados, com armas de último modelo, sofisticadas, também foram recrutados nas fronteiras entre a Líbia e o Egipto (como também a Tunísia).

Alguns destes ditos "Rebeldes" são racistas e assim que fazem prisioneiro um soldado de cor, praticam sevícias e actos mesmo bárbaros.

Não tenhamos dúvidas que estes não são "libertadores", nem são brigadas da paz. São, sim, na sua maior parte, criminosos bem armados (pela NATO).

A bandeira que transportam nos seus veículos militares, é a bandeira da monarquia líbia, antes do governo de Kadahfi.

Há blogues que se dizem de esquerda e que os defendem: o Cinco Dias e o Arrastão.

Há pessoas que escrevem nestes blogues e que se auto-intitulam de "Nem Nem" (nem uma coisa, nem outra... nem Kadahfi, nem NATO).

Nas guerras, não existe "Nem Nem".

Nesta guerra, já se percebeu quem é o inimigo. Seguramente que não é a bandeira verde.

Pata Negra disse...

Depois dos demolidores sucessos no Afegnanistão e no Iraque, eis o sucesso arrasador na Líbia! E a Síria?! E Marrocos?! ... Marrocos não! Já fica muito perto!!! Semear a paz com bombas; impôr a democracia com o caos; intervir desinteressadamente a troco de petróleo... é só boas intenções!... o inferno...
Um abraço do lado dos povos que decidem os seu próprio destino

joão l.henrique disse...

O imperialismo não pára de despejar bombas pelo o mundo, contra pessoas indefesas.
Ontem como hoje, a mesma ambição criminosa de tudo querer.


Um abraço.

Fernando Samuel disse...

Maria: vai custar muito, vai demorar, mas assim será.
Um beijo grande.

mario: «e quando o povo acorda é sempre cedo»...
Um abraço

Anónimo: a Cruz Suástica de Ouro é condecoração merecida...


samuel: protegê-la, matando-a...
um abraço.

Medronheiro: o sangue é o alimento deles.
Um abraço.

Almeida: e mesmo que agora seja derrotado, mais tarde vencerá.
Um abraço.

Antuã: é um «democrata» e acção...
Um abraço.

Eduardo Miguel Pereira: é isso tudo - e mais alguma coisa... - que não bate certo...
Um abraço.

Bolota: este é, de facto, um filme velho muito velho...
Um abraço.

Anónimo: só quem não quiser é que não percebe quem é o inimigo...

Pata Negra: sucesso arrasador, dizes bem...
Um abraço.

joão l.henrique: e vai ser assim até... acabarmos com ele...
Um abraço.

Anónimo disse...

Que camada de abrunhos!!!

Assim se vê o porquê,
Da pobre força do PC.

Se houvesse NATO na altura e tivesse lutado contra Hitler, hoje não haveria dúvida: para o PC seria "HONRA E GLÓRIA AO GLORIOSO CAMARADA ADOLFO!".

...agora a sério: vocês acreditam mesmo nas balelas que escrevem???!

o castendo disse...

Boa tarde,
Linkei vários posts teus.
Para o anónimo das 15h42m,
Você acredita mesmo no que escreve?
É que a história não é feita de Se...
É feita por pessoas. É feita de factos. Contesta alguns do que aqui são descritos? Se sim força e demonstre. Se não é melhor estar quieto...

Anónimo disse...

O idiota das 15h42 pode ser fácil de apanhar. Basta ver por alguns blogues (à mesma hora em que liga para o Cravo de Abril).
É um cretino, mesmo muito estúpido.
Nem percebe o que escreve, coitado.

Anónimo disse...

Anónimo das 18.37, dou o meu inteiro apoio e proponho mesmo colaborar na caça a esse filho da puta. Explica lá como o agarramos e, por mim, acho que devíamos formar já um comité de luta que o julgasse e executasse sem demora. Por mim estou disposto a comandar o pelotão ou a passar-lhe o laço pelo pescoço.
Pela vitória do socialismo!
Morte aos fascistas e quem os apoiarem!

Saudações camaradas!

Assina:

Anónimo das 15.42 (idiota, cretino, muito estúpido e coitado)

Anónimo disse...

Sim, anónimo das 23:25, és um idiota, cretino, muito estúpido e coitado.

Já agora junta o de banana, lorpa, burro, infantil e parvo por natureza.

Podes ir.

Karl Marx disse...

Vá lá, anónimo das 8.30, sei que és capaz de mais e melhor!
Diz lá mais coisas que eu sou, estou encantado com aquela do "parvo por natureza".... acho que vou fazer um blog com esse título, lololololol*

* ...e agora já não sou anónimo, respeitinho!

Anónimo disse...

Ai sim?

E foste tu que escreveste: «Se houvesse NATO na altura e tivesse lutado contra Hitler, hoje não haveria dúvida: para o PC seria "HONRA E GLÓRIA AO GLORIOSO CAMARADA ADOLFO!".»

Então, és muito estúpido e muito bronco.

E usas o Karl Marx como figura?

Então, andas mesmo muito mal, coitado de ti. Precisas de ir a um bom médico.