A INTRÉPIDA

Ana Gomes - a intrépida... - voltou à Líbia, «onde esteve três vezes nos últimos meses».
«Tenho a obrigação de estar bem informada sobre a situação», diz a intrépida, justificando as três visitas feitas - através das quais foi «colher elementos em directo, manter contactos com as autoridades e a sociedade civil»...
(sendo certo que «os contactos com as autoridades» são fáceis de visualizar, o mesmo não se pode dizer dos contactos com a «sociedade civil», a não ser que esta seja uma senhora das relações da intrépida...)

Diz Ana Gomes, entusiasmada, que «o ambiente em Tripoli é como o do 25 de Abril em Portugal»... e que reina a calma em todos os lares e a paz nos espíritos e nas ruas...
Diz, ainda, que, «hoje, os líbios não precisam de apoio humanitário» (talvez, digo eu, porque acabaram os bombardeamentos da NATO e terminou o embargo a alimentos, medicamentos, etc): o apoio de que precisam, agora, é - diz a intrépida - «tudo o que facilite o relacionamento e cooperação com a UE»... e, a propósito, lá vai dizendo que os líbios precisam de casas... «pré-fabricadas ou definitivas», logo, «a nível de negócios» há que aproveitar...

Diz, também, que há zonas destruídas: as que Kadhafi mandou destruir - porque os bombardeamentos da NATO, esses, foram «de facto, cirúrgicos»...

Aguardo, ansioso, a quarta visita da intrépida à Líbia: é que, sem estas visitas e as informações que delas decorrem, nada saberíamos do que por lá se passa...


13 comentários:

Miguel Botelho disse...

Seria bom que Ana Gomes visitasse os escombros de Sirte, resultado dos bombardeamentos da NATO. Habitações foram atingidas, matando e ferindo civis. As imagens estão aqui:
http://www.uruknet.info/?p=m81696&hd=&size=1&l=e

Para Ana Gomes se comportar desta maneira tão imbecil, é porque deve haver dinheiro envolvido e alguma ligação da senhora (ou colaboração) a algum grupo norte-americano (com fins de propaganda).

josé Manangão disse...

Isto é tudo gentinha inspirada no grande idiólogo, Mário Solares.
Democratas que deram á costa com as marés.
Abraço

samuel disse...

Não será antes intépida?

Abraço.

GR disse...

Esta desbocada crónica sempre teve “olho” para o negócio e foi pulando de partido em partido até mercenária do governo americano.
Três viagens? nós pagamos tudo, para ela continuar a mentir, mentir sem vergonha, nem respeito nenhum.

Gd BJ,

GR

Maria disse...

Definitivamente a intrépida papagueia a voz do dono...

Um beijo grande.

josé Manangão disse...

No sábado dia 1 de Outubro
Todos os nomes lá teremos
No final estaremos ao rubr0
E pelo rubro venceremos.

Até lá.

Graciete Rietsch disse...

Como é possível falar como Ana Gomes, perante uma Líbia destroçada pelos bombardeamentos "cirúrgicos" dos americanos?!!!
Quanto nos custarão essas mentiras?!! Porque, não haja dúvidas,é do nosso bolso que sai o pagamento da informação que engana o Povo!!!!!!

Um beijo.

Justine disse...

Até onde vai esta espécie de cegueira política - ou é tão só desonestidade ? "Vês moinhos"? - mas não são moinhos...

David J. Pereira disse...

Boas!

Devo dizer que gosto imenso deste blogue!

Podem adicionar os meus aos vossos links? Eu prometo que retribuo :p

http://davidjosepereira.blogspot.com/

Saudosos cumprimentos!

Olinda disse...

Essa fulaninha nao terá um pouco,um poucochinho de vergonha,ao transmitir tais barbaridades?
Merecia uma bomba humanitária em cima da sua subserviente cabeça.

A. Pessoa disse...

"Aqui o "pateta-alegre" tolerou durante 4 anos os anónimos, os insultos, as ameaças, as parvoíces, enfim, tolerou.

Não admito, repito NÃO ADMITO!

E pronto!" João Filipe Rodrigues dixit!

... e pronto, digo eu também!
embora deva deixar claro que nunca insultei, ou ameacei, propor discussão também não me parece ser parvoíce, para mais uma discussão entre pessoas do mesmo espectro ideológico, só que um de nós com uma noção do que seja democracia e Liberdade.
Não volto mais. Fiquem muito felizes nas vossas efabulações onanistas, sempre a uma só voz, afinadinha como deve ser.
Deixo-vos um excerto de Sérgio Godinho, provavelmente ainda se lembram da música...

Mais vale ser um cão raivoso
do que um carneiro
a dizer que sim ao pastor
o dia inteiro
e a dar-lhe de lã e da carne e da vida
e do traseiro
mais vale ser diferente do carneiro
um cão raivoso que sabe onde ferra
olhos atentos e patas na terra.

João Filipe Rodrigues disse...

A.Pessoa: Estás a a ver que nos dás razão! O que é que este teu comentário tem haver com o texto em assunto?!?!
Nada!
Retiras de outro comentário e colas aqui, dessa forma o que te tenho a dizer é que:
"A razão é uma cena que a nós assiste"!

Pronto, então espero que tenha desfrutado durante estes anos os artigos do Cravo de Abril e, sinceramente, adeus até mais não!

Eduardo Miguel Pereira disse...

Cirurgico cirurgico, era alguém conseguir introduzir alguma decência política na cabecinha da intrépida !