CUIDADO, ELES ANDAM POR AÍ!

Informa o Público que o último número do Boletim do «Centro de Recursos em Conhecimento do Instituto de Segurança Social» recomenda aos seus leitores a participação num «banquete de celebração dos 122 anos do nascimento de Salazar».
Para mais informações sobre o banquete, o Boletim remete para um site da organização fascista que promove a iniciativa.

A coordenadora do Centro de Recursos em Conhecimento do ISS, de seu nome Mónica Baptista, explica assim a inclusão desta «sugestão» na agenda do Boletim e a divulgação do site:
«Foi-nos enviada esta informação e divulgámos. E aquele foi o link fornecido para completar a informação» - isto, não obstante reconhecer que se trata de matéria que «nada tem a ver com o âmbito das competências do Centro»...

E desvalorizando o caso - ou seja: dando de barato o facto de o Boletim de que é responsável estar a divulgar uma iniciativa que tem como objectivo homenagear o ditador que durante quase meio século oprimiu e reprimiu brutalmente Portugal e os portugueses - a senhora coordenadora acrescentou:
«Para nós não tem interesse, mas uma vez que nos foi solicitado achámos bem (divulgar o banquete). Estamos em democracia e as pessoas podem seleccionar aquilo que mais lhes interessa»...

Sem comentários.
Apenas com um alerta que, aliás, é recorrente aqui no Cravo de Abril:
Cuidado, eles andam por aí!

15 comentários:

samuel disse...

Muitos, durante muito tempo, ainda se deram ao trabalho de fingir serem socialistas, social-democratas...
Agora já nem isso.

Abraço.

Anónimo disse...

eu vou!!! distribuir cicuta!!!
les anarchistes.

Anónimo disse...

Fernando Samuel
Eles andam por aí a receber ordens da Merkel e da UE.
Vitor sarilhos

svasconcelos disse...

Por estarmos em democracia é que devia ter vergonha e não aceitar levianamente um evento que não a honra em nada. É demasiado revivalismo do estado novo , para achar que são distrações ou coincidências...
beijos,

joão l.henrique disse...

«Esles andam por aí» e é preciso atenção... porque as máscaras começam a cair.

Um abraço.

Maria disse...

Neste país já nada me espanta. Como lamento, mesmo...
Esta Mónica não-sei-quantos devia ser imediatamente retirada do lugar que ocupa. Cá por coisas.

Um beijo grande.

Eduardo Miguel Pereira disse...

O que mais me preocupa não é pensar que a "Mónica" é uma fascista, o que mais me preocupa é, isso sim, que a "Mónica" é apenas um "papagaio" que repete o discurso que patentes superiores, muito superiores, lhe encomendaram.

Já nem disfarçam !

Anónimo disse...

Estou de acordo com o João L. Henrique... as máscaras começam a cair.

Já só falta assistir, em directo, na televisão, à trasladação das ossadas do filho do «Manholas», do cemitério do Vimieiro para o mosteiro dos Jerónimos.

(Jorge)

Anónimo disse...

Nem me atrevo a dizer que só vou se Cavaco fôr. Chiça, porque quem fala da guerra colonial,como ele falou, ainda pode ser o convidado de honra, de tão FASCISTA INICIATIVA.

Abilio Barros

GR disse...

Em 2008 a URAP entregou na AR uma Petição “Não ao Museu Salazar em Santa Comba Dão”, uns dias depois houve um Debate da URAP, em Santa Comba Dão, estando presente anti fascistas e todos os democratas que nele quiseram participar.
Nas ruas estavam escondidos neonazis (reconhecidos por muitos de nós) e uns pobres diabos moradores desta terriola.
Também participei todos levávamos “armas” nas mãos Cravos Vermelhos, tantos! Largas dezenas de polícias, quiseram-nos acompanhar ao local, estavam nervosos (talvez pela falta de Cravos Vermelhos nas mãos, as armas deles eram de ferro, muito pesadas).
Será que teremos de fazer mais uma visitinha?
Afinal, quem é essa Mónica?!!!

Bjs,

GR

do Zambujal disse...

Ai, andm, andem!
E, se calhar, ainda vêm dizer que se se tivesse mandado para lá uma informação sobre um jantar para criar a Associação Conquistas da Revolução, também a divulgaria na base princípio da simetria e do direito a seleccionar.
Ah!, g'anda Mónica... tu até moderarias um debate entre um pide torturador e um comunista torturado (se este fosse lá, claro!).

Um abraço

Antuã disse...

Ai, tantas Mónicas!

Ana Carla Sarmento disse...

Eles sempre andaram por aí, só que nós, estamos tão preocupados em defender a pluralidade da Constituição, que nem davamos por eles.

Ana Carla Sarmento

Graciete Rietsch disse...

Só que a democracia que se instalou em Abril teve como grande objectivo acabar com qualquer vestígio do fascismo salazarista.
Mas essa não é a democracia que apregoam por aí.

Um beijo.

O Puma disse...

Alguns desses invadem os poderes

e desgraçadamente até são eleitos