PAZ, SIM! NATO, NÃO!

A associação criminosa que dá pelo nome de NATO está reunida, em cimeira, em Lisboa.
Provavelmente, nunca um tão elevado número de malfeitores internacionais espezinhou o solo nacional, como nestes dias está a acontecer.
Dezenas de figurões do mundo do crime, responsáveis e co-responsáveis pelos mais hediondos crimes contra a humanidade, deixando atrás de si um rasto de destruição, de sofrimentos, de sangue, ocupam literalmente o nosso País.

E é justo que se diga que nenhum outro local seria mais apropriado do que o Portugal da política de direita para o encontro desta cambada de crimimosos.
Com efeito, nesta como noutras matérias, o actual regime tem-se revelado um ilustre continuador do regime fascista, já que, se é verdade que a NATO foi um dos suportes fundamentais do salazarismo/caetanismo, não é menos verdade que ela desempenha igual função, hoje, no que respeita ao socratismo/cavaquismo reinante.
Com uma diferença: Salazar e Caetanto tinham a sua atitude «legalizada» pela constituição fascista, enquanto que Sócrates e Cavaco agem no desprezo e no desrespeito pela Constituição da República Portuguesa - agem, portanto, fora-da-lei...


Em entrevista ao Diário de Notícias de hoje, o inigualável Santos Silva, de cócoras, garantiu que «somos um aliado confiável» da NATO.
O mesmo disse, em tempos - por essas ou por idênticas palavras - um qualquer ministro de Salazar ou Caetano...


Tudo isto confere especial importância e significado à manifestação convocada para amanhã, entre o Marquês de Pombal e os Restauradores - que será, não tenhamos dúvidas, uma muito, muito grande manifestação.
«PAZ, Sim! NATO, Não!» : gritarão os muitos milhares de manifestantes - e a esse grito poderão juntar um outro, não menos ajustado à realidade:
25 de Abril Sempre! Fascismo Nunca Mais!

9 comentários:

do Zambujal disse...

É isso tudo. E tal como deve ser dito.

Um grande abraço

Anónimo disse...

Eu gostava de ver a coragem destes srs. da guerra realizarem a cimeira em Cabul. Os valentões borravam-se todos a começar pelo "destemido e ameaçador" de nome "qualquer coisa Amado".

Maria disse...

O ministro SS mete nojo. Quando sorri ainda mais nojo mete. De cócoras, mas muito agachados, mesmo, é como estão.
Amanhã, descendo a avenida que é da Liberdade, gritaremos com toda a força um enorme NÃO À NATO!

Um beijo grande.

joão l.henrique disse...

Amanhã,muitos milhares irão descer a Av. da Liberdade dizendo «Paz sim! NATO Não!».

Um abraço.

samuel disse...

Horas depois, o traste estava na televisão a dizer, de cócoras, que "hoje somos a capital do mundo"...

Somos governados por parolos perigosos!

Abraço.

GR disse...

Eles, não nos vão mostrar nas TVs, nem jornais. Eles, vão-nos ocultar, mas de Norte a Sul estaremos em Lisboa gritando “PAZ, Sim! NATO, Não!” e Abril estará Sempre! connosco.
Vamos ser mil, muitos mil gritando com todo o sentimento e convicção: “25 de Abril Sempre! Fascismo Nunca Mais!”

BJS

GR

Justine disse...

Temos direito à verdade com que escreves o teu post! Vamos divulgá-la um pouco mais amanhã, na rua!

Fernando Samuel disse...

do Zambujal: mais o muito que fica por dizer (mas que, em parte, tu já disseste...)
Abraço forte.

Anónimo: em matéria de guerras, eles só as decidem... porque mandam outros fazê-las...
Um abraço.

Maria: estes dias, são dias de nojo, muito nojo...
Um beijo grande.

joão l.henrique: e bem preciso é que o grito seja grande.
Um abraço.

samuel: durante dois dias,a capital do capitalismo...
Um abraço.

GR: vai ser em GRANDE!
Um beijo.

Justine: hoje, a luta é na rua!...
Um beijo.

Graciete Rietsch disse...

AS mesmas alianças, os mesmos parceiros que no tempo do fascismo.
Mas... não passarão!

Um beijo.