OS DONOS DISTO TUDO

Eis um exemplo - entre muitos - de como os donos disto tudo e os seus lacaios funcionam e como, em três tempos, resolvem o que há que resolver.

1º tempo
Anteontem, os donos disto tudo - que usam vários pseudónimos: UE, FMI, Mercados... - mandaram dizer que o OE apesar de muito bom, precisa de ser ainda melhor e que é preciso uma nova reforma da legislação laboral no caminho de uma maior «flexibilidade», sem o que... nada feito.

2º tempo
Ontem de manhã, o Governo de Sócrates, ofendidíssimo, desmentiu oficialmente a existência de qualquer intenção de avançar para uma reforma da legislação laboral.

3º tempo
Ontem à tarde, a ministra dita do Trabalho disse que o Governo vai «dinamizar o Código do Trabalho» e utilizá-lo como «instrumento de maior flexibilidade»...


No que acima fica escrito não há nada de novo: trata-se, apenas, da confirmação de que, aqui, quem dá ordens são os donos disto tudo - ordens a que os governantes da política da direita obedecem, servis e rastejantes.
E satisfeitos com a sua condição de criados para todos os serviços.

7 comentários:

Justine disse...

Não podias ser mais claro! Quem pode ainda ter dúvidas de quem manda neste país???

Antuã disse...

E os répteis acham-se muito importantes.

samuel disse...

Para alguns, "coitados", é mesmo a única forma de terem e manterem o emprego... mesmo que de criados para todos os serviços.

Abraço.

joão l.henrique disse...

É a "escola" dos «bons alunos», já muito conhecida entre nós.

Um abraço.

Maria disse...

Se a ministra tivesse um pinguinho de vergonha que fosse ficava caladinha.
Já chegava o discurso do pm com código de trabalho de fora.

Um beijo grande.

Mar Arável disse...

Mais do que pauzinhos

é necessário colocar toros

nesta engrenagem selvática

Graciete Rietsch disse...

Os nossos govenantes são óptimos alunos. É uma pena, nests caso.

Um beijo