SER OU NÃO SER

José Sócrates prossegue a campanha de promoção da «moção» que apresentará ao congresso do PS.
Ontem esteve no Porto, onde começou por defender a excelência das suas propostas de «mudança» - «mudança» que não é propriamente mudança, já que prevê a continuação da política de direita em tudo o que é essencial...
Seguiu-se o «debate», que decorreu à porta fechada e que não foi propriamente debate mas mais uma sessão de perguntas e respostas - as primeiras colocadas por quem não sabe e quer saber, as segundas debitadas por quem sabe e quer ensinar...

Foi assim que, em resposta a um presente que lhe perguntou se «o PS é ou não é de esquerda», Sócrates aproveitou, não para responder à pergunta, mas para, numa clara alusão a Manuel Alegre, se insurgir contra os que «andam por aí com o peito cheio de medalhas a dizer o que é de esquerda e o que não é de esquerda»...
Poderia, se quisesse, fazer em cacos a postura do seu colega medalhado, acrescentando, por exemplo, qualquer coisa do género: ele dá aulas de esquerda mas anda há mais de 32 anos a apoiar a política de direita...
E poderia, ainda, dizer, dizendo a verdade: mas ele é-nos extremamente útil porque dá uma imagem de esquerda ao PS...
E, a rematar, poderia tranquilizar as hostes deste jeito: não se preocupem com estas guerras, aquilo que nos une é muito mais e mais importante do que aquilo que nos separa.

E assim teria respondido plenamente à pergunta feita - que era, recorde-se: «O PS é ou não é de esquerda?»...

Ser ou não ser: eis a questão.
E a resposta é: não!

10 comentários:

samuel disse...

Ao contrário dele próprio, que se passeia com o peito cheio de nódoas.

Abraço!

samuel disse...

Por qualquer razão (tácnica, certamente), quando fiz o primeiro comentário o post ia apenas até à estória das medalhas. O restante texto, com as várias "respostas" possíveis, explica muito bem como se chega à última linha...
E a resposta é: não!

Abraço

Ludo Rex disse...

Resposta mais que bem dada...
Abraço

Ana Camarra disse...

Será que são dislexicos?

beijos

(Não, não são, sabem perfeitamente o que estão a fazer)

Maria disse...

Não, não é de esquerda.
Embora engane (ainda) muita gente honesta, que o quer de esquerda... mas isso é outra questão - é o nosso trabalho.

Um beijo grande

GR disse...

Eles não gostam muito de perguntas, assim, a campanha de promoção ter seguido “democraticamente”um amplo “debate” de “respostas e respostas”.
Mas não me lembrem o congresso do ps!
Fugirei para muito longe.
Não aguento o cheiro nauseabundo do nepotismo, nacional espertismo, desta direita perversa e empertigada.

Ser ou não ser?
A resposta é, NÃO!

GR

Antuã disse...

Ser ou não ser, a resposta é sim. O sócrates é mesmo nazi, não tem é condições para lá chegar.

do zambujal disse...

Exactamente!

zé malhado disse...

Mudança? Então o Pinocrates o que fez nestes 4 anos? é preciso ter lata um tipo que mantem as politicas de direita vem agora falar em mudança. Ou seja concluo que nestes 4 anos foi a manutenção da anterior política e agora é que vem a mudança.
MENTIROSO
ALDRABÃO ESSE PINÓCRATES

Um grande abraço camaradas

Fernando Samuel disse...

samuel: neste caso todos os caminhos vão dar a roma...
Um abraço.

Ludo rex: não há outra...
Um abraço.

Ana Camarra: ó se sabem!
Um beijo.

Maria: a diferença entre querer e ser...
Um beijo grande.

GR: nos dias do congresso é que vai ser bonito!...
Um beijo.

Antuã: ele será tudo o que for necessário para cumprir o seu papel...
Um abraço.

do zambujal: ora bem...
Um abraço.

zé malhado: Mentiroso: dizes bem.
Um abraço grande, camarada.