A FRASE DO DEBATE

Os debates continuam...
A bem dizer, não se trata propriamente de debates, mas de entrevistas paralelas, no decorrer das quais, a entrevistadora coloca aos candidatos/entrevistados as questões que, na opinião dela, interessam.
Mas não há nada a fazer, chamam-lhes debates... debates são...

Como habitualmente, os jornais destacam «especialistas» para apreciar o desempenho de cada candidato - e o desempenho do candidato comunista é, regra geral, tratado de acordo com os critérios vigentes nos média dominantes.
Este ano há, contudo, uma diferença: o candidato comunista, Francisco Lopes, sendo em regra, avaliado como «perdedor» no debate... «perde» pela diferença mínima!!! - acontecendo, até, que em alguns casos, lhe é atribuído um «empate» !!!! e, excepcionalmente, uma «vitória»!!!!!...

Quer isto dizer que a notável prestação de Francisco Lopes na campanha eleitoral, obrigou os «especialistas» a esquecerem a desvalorização e menorização que dele fizeram quando a sua candidatura foi anunciada: afinal, o «obscuro», «limitado», etc, etc, candidato do PCP mostra-se seguro, arguto, acutilante, conhecedor dos problemas, claro na exposição das suas ideias, inteligente.
É claro que seria demais exigir que os «especialistas» reconhecessem explicitamente o seu erro de avaliação - em todo o caso há que sublinhar o facto de, implicitamente, o reconhecerem.

Ontem, os entrevistados foram Francisco Lopes e Manuel Alegre.
Sobre o desempenho de ambos, pronunciaram-se, no DN, Filomena Martins, jornalista e A. Perez Metelo, redactor principal.
A jornalista põe Manuel Alegre a «vencer» por 3-2, enquanto o redactor principal se decide por um «empate»: 3-3 - notas de 1 (mínimo) a 5 (máximo)

Quais as razões que levaram uma e outro a pronunciar-se desse modo?
Vejamos:
Filomena acha que, em matéria de «propostas», Alegre «soube conciliar políticas de esquerda com pose de Estado: vincou ser um europeísta, mesmo crítico, e defensor da aprovação do OE» - para além de ter aproveitado «o espaço, o tempo e até as ideias do oponente, para atacar o seu único e real adversário; Cavaco».
Então, para a Filomena, jornalista, «propostas» - «propostas», a sério... - são as que... propõem o mais do mesmo: políticas de direita disfarçadas de esquerda, OE e etc...
Já no que respeita a Francisco Lopes, a mesma Filomena acha que ele «leu de cor e com fluidez a cartilha do PCP: penalizar os ricos, ajudar os pobres. Mas não apresentou soluções ou caminhos» - não obstante ter levado estudada «a lição de colar Alegre às políticas do Governo».
Então, «a cartilha do PCP» foi o que estragou tudo: tivesse Francisco Lopes lido «de cor e com fluidez», a cartilha da Filomena e outra pontuação seria a sua...

Em matéria de «propostas», Metelo lê pela mesma cartilha da colega, sublinhando, no entanto, que Francisco Lopes se «propõe, de forma consistente mobilizar os descontentes com a política do Governo para derrotar Cavaco Silva».

Pronto: fiquemo-nos nos 3-2 da Filomena e nos 3-3 do Metelo...

Mas retenhamos na memória aquela que foi a frase do debate:

«Manuel Alegre está em melhores condições para mobilizar os que apoiam o Governo; eu estou em melhores condições para mobilizar todos os que são contra o Governo».

Mais palavras para quê?: estas dizem tudo.
Por elas, dou nota máxima a Francisco Lopes: 5.

12 comentários:

joão l.henrique disse...

Por essas e por todas as razões que Francisco Lopes desenvolveu durante o debate, eu também lhe dou nota 5.

Um abraço.

cristiano disse...

NOTA 5 PELA FRASE , PELO DEBATE E PELA DIFICULDADE DE ALGUNS EM ENTENDER A MENSAGEM, COMO FOI O CASO DO PATARATA DE NOME CARLOS ABREU AMORIM, QUE NO JN ACHA QUE FRANCISCO LOPES "PARECIA UM DEPUTADO DO BE" AO "APELAR AOS VOTOS DE ESQUERDA QUE Á PARTIDA ESTARIA COM ALEGRE" (!!)

Manuel Rodrigues disse...

Também eu atribuo a nota 5 a francisco Lopes: Pelas propostas, pela coerência, pela clareza.

do Zambujal disse...

5... pois claro!

E um abraço

svasconcelos disse...

Também vi este debate, e estou de acordo contigo, O Francisco merece a nota máxima. É ponderado, firme, inteligente, lúcido, bem preparado e sem dúvida que o seu eleitorado diverge do que apoia Alegre, precisamente porque são os verdeiros opositores deste governo e os descontentes com estas políticas que o apoiarão!

Um beijo,

samuel disse...

Foi um final cirúrgico... e deve ter doído. :-)
5, pois claro!

Abraço.

Antuã disse...

Que rica cartilha!

Maria disse...

E eu também dou 5! Claro!

Um beijo grande.

Graciete Rietsch disse...

E eu ,mesmo de 0 a 5 até dava 6 pela resposta pronta, a serenidade, a inteligência , a verdade. Para mim é o candidato da esperança, combativa,pois claro.

Um beijo.

A Chispa ! disse...

Pela proposta de "aumento da produção" como medida para combater a crise económica do capitalismo até merece mais do que cinco,e pelas que não disse, que devia dizer contra o capitalismo nota 6, e pela moderação que teve no tratamento a Alegre,não vá o diabo escrever por letras tortas...o que era de todo engraçado 7 pontos.

Para Samuel que eliminou um comentário anterior de Carlos Henrique, sobre a continuação da luta contra as medidas do governo, atribuimos-lhe de 1 a 10, nota dez.

A Chispa!

JN disse...

De acordo nota 5 porque é o máximo deles nota 20 na nossa. A frase é esclarecedora mas alguns dos " comentadores´" acharam que nesta frase há apelo ao voto em Alegre.São assim os manipuladores de opinião, sempre ao serviço das políticas de direita.
Abração.
JN

Fernando Samuel disse...

joão l.henrique/cristiano/manuel rodrigues/dozambujal/smvasconcelos/samuel/Antuã/Maria/GracieteRietsch/JN: então, estamos de acordo.
Abraços e beijos.

A Chispa: pois.