NÃO PASSARÃO!

O DIA-A-DIA DE SÓCRATES


Acentua-se perigosamente o pendor persecutório e repressivo do Governo PS/Socrates.
O desprezo por direitos, liberdades e garantias consagrados na Constituição é o pão nosso de cada dia deste Governo que, cada vez mais, dá mostras de total incompatibilidade com a democracia e a liberdade.

Ontem de manhã, um grupo de activistas do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), jovens na sua maioria, foi interpelado por agentes da PSP que tentaram impedi-los de colocar duas faixas de pano com as inscrições:

«CINCO ANOS DE OCUPAÇÃO - CINCO ANOS DE RESISTÊNCIA - OCUPANTES FORA DO IRAQUE», e

«PAZ NO IRAQUE».

Os jovens resistiram à ordem ilegal e, invocando a Constituição, colocaram mesmo as faixas.
Acabaram por ser identificados.
Possívelmente, virão a ser alvo de processo criminal, como com cada vez maior frequência acontece nesta «democracia» em que vivemos - uma «democracia» que crescentemente nos traz à memória o tempo de Salazar/Caetano.

Com efeito, estes «democratas» que estão no poder - e que acumulam essa qualidade com a de «socialistas» - comportam-se como continuadores desses outros «democratas» que durante 48 anos oprimiram e reprimiram Portugal e os portugueses.
Por enquanto, sem as «botas cardadas» desses tempos, mas, de certa forma, fazendo o mesmo com os «pézinhos de lã» adequados aos tempos actuais.

É preciso dizermos-lhes - e demonstrarmos-lhes - que NÃO PASSARÃO!

8 comentários:

Crixus disse...

É perfeitamente inaceitavel, seja á luz da moral, da lei ou da Constituição que esses jovens fossem coagidos a desistir dessa acção que levavam a cabo. E acontece o mesmo com pinturas de murais ou destribuição de documentos. Isto é reflexo do autoritarismo e arrogancia do sr Socrates. Mas não passarão, de certeza...

zambujal disse...

Ó crixus... "colocaram mesmo as faixas"! Os jovens não desistiram da acção!
O que torna a situação mais empolgante (e preocupante... mas com um lado muito positivo) é que as intimidações só estão a estimular a resistência à prepotência.

Antuã disse...

O problema não é só socretino. É especialmente de quem o apoia, isto é, o PS. Não podemos continuar com falinhas mansas com gente deste jaez.

Fernando Samuel disse...

crixus: ...pinturas murais, distribuição de documentos, exercer o direito de greve e de formar piquetes de greve, etc, etc. Não passarão... «se os homens quiserem - e os homens vão querer?
Abraço amigo.

zambujal: a resistência sabe quando é necessária...
Abraço amigo.

antuã: essa é a questão: um dos grandes problemas está nesse partido que se afirma socialista mas que trata a democracia com os pés...
Abraço amigo.

poesianopopular disse...

Cabe aos jovens, mostrarem que, não estão dispostos a abedicar, da liberdade CONQUISTADA (não foi oferecida)pelos seus pais e avós!
Viva a juventude!
Abaixo os fascistas travestidos!

José Manangão

Sal disse...

É pá, e eu que estava tão bem disposta... Vieste-me lembrar desta tortura que é ter de aturar estes gajos a dizer que são socialistas..
O raio que os parta.
(desculpa, mas fiquei irritada!)

Temos que continuar a luta.

beijinho, bom fim-de-semana

GR disse...

Cada vez o cerco se torna mais apertado.
Proibido falar, colocar cartazes, manifestarmo-nos.
A cada dia que passa, as siglas PS mostram aquilo que são,
PS = Partido Salazarista.

A Juventude é actuante, é a seiva de Abril.

GR

Fernando Samuel disse...

josé manangão: a liberdade oferecida é uma espécie perigosa de «liberdade»...
Abraço amigo.

sal: desculpa lá... «temos que continuar a luta», pois claro!
Bom fim-de-semana, beijo amigo.

gr: e eu, que não sou jovem (onde isso já vai!...) também me sinto «seiva de Abril»...
Um beijo amigo.