UMA QUESTÃO DE CIFRÕES

A decisão do Santos do Pingo de vender o seu Pingo a um pingo seu - este radicado na Holanda, onde o fisco é mais barato - provocou uma vaga de protestos e críticas, em muitos casos pondo o dedo mesmo no centro da ferida.

A coisa ganhou tal dimensão que os politólogo$, analista$ & comentadore$ de serviço como que impulsionados por uma mola comum, saltaram a defender o don$.
(foi o tal reflexo condicionado dos cãezinhos do Pavlov que mal ouviam tocar a campainha, de imediato começavam a salivar...)

E aí estão eles, em todos os jornais - do Público ao i - repetindo-se na defesa acalorada do Santos do Pingo, tecendo-lhe caninos elogios e lambuzando-lhe as mãos com lambidelas viscosas (que são, sublinhe-se, elogios e lambidelas extensivos a todos os santos, belmiros, amorins & etc do reino...) -
E, é claro, atirando-se ferozmente às canelas de todos os que, cometendo um crime de lesa-pátria, puseram em causa o abnegado patriotismo do magnata que é 2º no ranking dos mais ricos.
Aliás, patriota atestado por duas grã cruzes dadas por dois PR (Sampaio e Cavaco) e 2º mais rico no país em que mais de um milhão ganha menos de 7 euros/dia, mais de dois milhões estão na pobreza, etc. etc. etc...

E estou em crer que a louvação canina está para durar... ela durará o tempo necessário para transformar em opinião pública a opinião muitas vezes publicada dos politólogo$, analista$ e comentadore$ de serviço...

Porque é tudo uma questão de cifrões...

7 comentários:

Maria disse...

Os politólogos & cia vão continuar a defender o indefensável, imoral e mais uma data de adjectivos que não escrevo aqui. Afinal, é também o senhor do pingo que lhes paga...

Um beijo grande.
(o 'santos do pingo' é muito bom!!!)

joão l.henrique disse...

santos,belmiros,amorins,tvs e jornais,é tudo corpo da mesma pescadinha de rabo-na-boca.

Um abraço.

samuel disse...

Realmente... quando me atirei a ele, esqueci-me do "patriotismo" do homem...
Não temos emenda (felizmente!) :-)

Abraço.

João Carlos disse...

É urgente uma proposta de Lei que permita aos pagadores de impostos por conta de outrem escolher a Repartição Fiscal onde pretendem efectuar os seus descontos.

Sugiro, assim de repente, a República de San Marino, Andorra, Malta e sem dúvida o Vaticano.

Vamos fazer de Malta a maior repartição de finanças dos portugueses!!!

Olinda disse...

Porque é tudo uma questao de luta de classes.

Graciete Rietsch disse...

Uma mentira muitas vezes repetida acaba por se transformar em quase verdade. Então quando mete cifrões as voltinhas são muito preparadas.

Um beijo.

Pata Negra disse...

Então se o tipo não vai para lá para fugir a impostos, não vai à procura de mão de obra mais barata, não vai para lá por falta de patriotismo, também não vai para lá para pedir dinheiro - não me venham com essa porque quem não lhe fia aqui, também não lhe fia lá! - o que é que o tipo vai para lá fazer?! Consumo livre de cannabis! Só pode ser!..
Um abraço sem pingo e sem doce