UM BOM PRESENTE DE NATAL

«12 Fugas das Prisões de Salazar» é o título de um trabalho de Jaime Serra publicado pelas edições Avante!.

Jaime Serra é um dirigente histórico do PCP, um daqueles militantes comunistas que contribuíram de forma decisiva para que o Partido seja o que hoje é.
Preso 4 vezes, em todas elas venceu heroicamente as várias «provas de fogo» a que todos os militantes comunistas eram sujeitos nas prisões fascistas: os brutais interrogatórios da PIDE; os julgamentos nos tribunais fascistas; e as severas condições prisionais no cumprimento da pena.
Por três vezes fugiu da prisão e por três vezes reocupou o seu lugar nas fileiras de luta do seu Partido.

Neste livro ficamos a conhecer, por relatos feitos pelos próprios protagonistas, 12 fugas das prisões fascistas, entre elas as conhecidíssimas fugas de Peniche e de Caxias.
Nesses relatos, sobressaem o engenho, a arte, a paciência, a perseverança que a organização de um fuga exigia. Mas sobressai, essencialmente, a coragem que era necessária para organizar e concretizar uma fuga - e nem todas as fugas tiveram êxito, pois como nos conta Jaime Serra, algumas houve que fracassaram.

Neste tempo em que está em curso uma poderosa operação de branqueamento ou de negação do fascismo, argumentando alguns dos protagonistas dessa operação que em Portugal não existiu fascismo, e que, se não existiu fascismo, também não existiu, naturalmente, resistência ao fascismo..., este livro de Jaime Serra diz-nos, mostra-nos - ou diz e mostra a quem não saiba - três coisas importantes:
1 - em Portugal existiu fascismo - o fascismo com as suas características repressivas, opressivas, brutais;
2 - que em Portugal houve resistência ao fascismo;
3 - e que os comunistas ocuparam sempre - sempre, sempre... - a primeira linha dessa resistência.

Bastaria isto para valer a pena ler o livro de Jaime Serra - e talvez oferecê-lo a um amigo ou uma amiga agora pelo Natal...

9 comentários:

Maria disse...

Não dou presentes de Natal a adultos. Mas este livro deve ser oferecido a algumas pessoas, sim. Se me prometerem que o leem, dou-o!

Um beijo grande.

cid simoes disse...

Maria - a mim não porque já o li!

Graciete Rietsch disse...

Vou comprá-lo. Conheço bem a coragem e luta dos comunistas, mas quero lê-lo e talvez levar outras pessoas a comprá-lo.

Um beijo.

Olinda disse...

Nunca é demais relatar a resistencia ao fascismo.Sobre isso já muito se escreveu e o livro do camarada Jaime Serra muito contribuirá para uma memória viva sobre um longo periodo histórico que nao podemos esquecer.
Por muito que tentem passar com uma esponja por cima do fascismo português,nunca poderao calar o direito a recordar para que nunca mais haja fascismo.Ele existiu e nós temos o dever de transmitir aos nossos filhos esse tempo tao ignóbil,para evitar que se repita.

trepadeira disse...

Vou aproveitar a sugestão,não no natal.
Um abraço,
mário

salvoconduto disse...

Olha que agora deste-me uma boa ideia, o junior já tem prenda para este Natal.

Quanto ao fascismo não desapareceu, eles andam aí, com vontade...

Abraço.

joão l.henrique disse...

Obrigado pela idéia.
Já o coloquei na lista...

Um abraço.

Eduardo Miguel Pereira disse...

Uma boa sugestão, obrigado.

Fernando Samuel disse...

Maria: De facto, se for só para encher a estante não vale a pena...
Um beijo grande.

Graciete Rietsch: um beijo.

Olinda: o melhor caminho para impedir que ele volte é saber o que ele foi...

mário: qualquer altura é boa altura...
Um abraço.

salvoconduto: ó se andam!...
Um abraço.

João l.henrique: e vais ver que vale a pena.
Um abraço.

Eduardo Miguel Pereira: um abraço.