AS VOLTAS QUE O MUNDO DÁ!...

Adriano Moreira vai ser agraciado com o grau de Doutor Honoris Causa pela Universidade do Mindelo, em Cabo Verde.
A cerimónia decorrerá amanhã na referida Universidade.

Adriano Moreira foi, como estamos lembrados (estaremos?..), «ministro do Ultramar» de Salazar e, enquanto tal, coube-lhe assinar a reabertura do Campo de Concentração do Tarrafal, para onde, desde logo, começaram a ser enviados militantes dos movimentos de libertação das colónias.

Têm razão, por isso, os antigos prisioneiros do Campo de Concentração ao manifestarem o seu repúdio pela cerimónia.
E tem razão o Presidente da Associação Cabo-Verdiana de Ex-Presos Políticos, Pedro Martins, ao considerar a distinção a Adriano Moreira «um insulto»; e ao afirmar que «a distinção é contra tudo o que lutámos para pôr fim ao regime colonial fascista».

Recorde-se que o Campo de Concentração do Tarrafal - que viria a ficar conhecido como Campo da Morte Lenta - foi criado em Abril de 1936 e inaugurado em Setembro do mesmo ano, essencialmente com presos da revolta da Marinha Grande e da revolta dos Marinheiros.
«Quem vem para o Tarrafal vem para morrer» - diziam os directores do Campo, Manuel dos Reis e João da Silva.
«Eu não estou aqui para curar doentes, mas para passar certidões de óbito» - dizia o médico do Campo, Esmeraldo Pais Prata.
Os 340 antifascistas que estiveram presos no Tarrafal somaram aí um total de dois mil anos, onze meses e cinco dias de prisão - e 32 deles, entre os quais o secretário-geral do PCP, Bento Gonçalves, foram friamente assassinados.
Em 1954, graças à luta do povo português e à solidariedade internacional, o fascismo foi forçado a encerrar o Campo, que reabriria em 1961 com patriotas dos movimentos de libertação das colónias portuguesas - desta vez por ordem do ministro Adriano Moreira, que agora vai ser Doutor Honoris Causa, pela Universidade do Mindelo...

As voltas que o mundo dá!...

11 comentários:

joão l.henrique disse...

...para ficar de costas voltadas, sempre para os mesmos!...

Um abraço.

Graciete Rietsch disse...

Um verdadeiro insulto!!!!!!!

Um beijo.

Olinda disse...

Além de um insulto,é também uma provocaçao.É imperdoável.

Maria disse...

E as 'coisas' que eu não percebo...

Um beijo grande.

Maria João Brito de Sousa disse...

Por esta altura, também já tendo a ver isto como uma provocação... caramba!
Abraço vermelho!

Bolota disse...

Este é um dos defeitos de quem pensa á esquerda, da-lhe forte mas passa-lhe depressa.
Imaginem que esta figura era de esquerda e vivia no tempos do BOTAS. Esta homenagem teria lugar???

Justine disse...

Está feito o "retrato" do figurão que dá ordens na Universidade do Mindelo...

josé Manangão disse...

Por mais voltas que o Mundo dê,vai esbarrar sempre com a nossa luta sem tréguas.

samuel disse...

Está para nascer um adulto que se ponha em bicos de pés... sem ficar ridículo.
Seja qual for a sua cor.
Seja qual for a sua "justificação".

Abraço.

GR disse...

Foi uma falha. Após a Revolução devia ter ficado Constitucionalmente escrito que todos os(porcos) do regime fascista nunca mais pudesse trabalhar ou participar em cargos públicos.
Estes assassinos tanto lucraram com a ditadura de Salazar, como no Regime Democrático.
Uma vergonha!

BJS
GR

Olímpio disse...

Como sabem estou contra todas, mas todas as prisões ideológicas, porque não suporto ditaduras de nenhuma ordem, quer á esquerda quer á direita.Não sou um mártir do Salazarismo, mas desde jovem que o contesto. Fui colega do Manangão, em Lisboa, e recordo que nos Restauradores e no Rossio, fugia ás cargas policiais, com dois amigos meus comunistas, os irmãos Alves, um deles foi preso para Cachias.Nesta altura ainda o Manangão, estava no aviário das contestações sociais, Natais da minha infãncia, hoje publicado no meu blogue.www.olimpiofernandes.blogspt.com diz de que lado estou socialmente.Recordo o Manangão,mas não me recordo de o ver por lá! Para todos abraço inteiro de fraternidade e que tenham em familia um Natal de paz, não esquecendo e fazendo á nossa volta um gesto de amor a quem dele necessite A melhor estima Olimpio Fenandes