POEMA

DA «CARTILHA DE GUERRA ALEMû


General, o teu tanque é um carro forte.
Arrasa um bosque e esmaga centos de homens.
Mas tem um defeito:
precisa de um condutor.

General, o teu bombardeiro é forte.
Voa mais rápido que uma tempestade e carrega mais que um elefante.
Mas tem um defeito:
precisa de um mecânico.

General, o homem é muito hábil.
Sabe voar e sabe matar.
Mas tem um defeito:
sabe pensar.


Brecht

5 comentários:

samuel disse...

Um "pequeno defeito" que tem acabado por lixar os planos de muitos generais ao longo da História...

Abraço.

Graciete Rietsch disse...

É "um garnde defeito" que se esquece da força que tem.

Um beijo.

GR disse...

Hoje há mais gente com este "defeito".
Pensar ajuda a mudar!

Bjs,

GR

Fernando Samuel disse...

samuel: «defeito» que um dia há-de mostrar o que vale...
Um abraço.

Graciete Rietsch: e quando se aperceber disso...
Um beijo.

GR: pensar é mudar...
Um beijo.

pedras contra canhões disse...

um grupo de teatro/poesia a que pertenci, os "vozes da rua", fazia um pequeno número com este poema. o marco telmo irrompia pelas ruas afora, ou espaços adentro, com um timbalão, a toque militar, e gritava a plenos pulmões em voz de obediente soldado, os versos de brecht. Marcou-me assim este poema. Obrigado por mo relembrares, fernando samuel. e um abraço grande.