AO QU'ISTO CHEGOU!...

«Vender a imagem de Portugal» é o objectivo maior da visita aos EUA do presidente Cavaco e do ministro Portas.
Eles o dizem na fórmula acima citada - fórmula enganosa, no entanto, já que, na verdade, o que eles foram vender, quais caixeiros-viajantes, não foi «a imagem de Portugal» mas Portugal... como os factos mostram.

Assim, num encontro com empresários norte-americanos, Cavaco leiloou «as oportunidades que existem em Portugal».
Como quem ensina o padre-nosso ao vigário, começou por explicar aos ditos empresários que «nos tempos de crise, quem tem empenho, quem tem espírito empreendedor, consegue sempre oportunidades»...
Depois, abrindo o livro todo, que é como quem diz, abrindo a mala de vendedor, passou aos concretos: «Está em curso um programa ambicioso de privatizações em sectores chave da economia»...
Aqui chegado, deve ter exposto toda a mercadoria disponível: façam favor de escolher... - sempre sublinhando que «este programa é um ponto de oportunidade de negócios que deve ser aproveitado»...
Assim se vende um país...

A política de direita, ao longo dos seus longos 35 anos de existência, mostrou-nos ser capaz de tudo em todas as matérias; e é sabido que os «programas de privatizações» - sempre no desrespeito frontal da Constituição da República Portuguesa - têm constituído, sempre, colossais devastações do património nacional em favor do grande capital - tudo feito, sempre, em nome da «modernidade» e do «progresso»...
É sabido igualmente que, nessa acção devastadora e anti-patriótica, participaram todos os governos, sem excepção, e todos os presidentes da República, sem excepção.
Todavia, tanto quanto me lembro, nunca antes um Presidente da República viera a público exibir, com tal despudor e tal descaro, a sua faceta de vendilhão da Pátria.

Ao qu'isto chegou!...

13 comentários:

trepadeira disse...

É urgente lancetar o quisto.

Um abraço,
mário

Eduardo Miguel Pereira disse...

Olha ! estou mesmo a ver o Cavaco e o "amiguinho" Portas a fazerem reuniõzinhas da Tuperware a venderem-nos aos bocadinhos e às peças.

O Puma disse...

... e Seguro foi justamente elogiado por Passos

Ao quisto chegou

Justine disse...

Tudo isto é ignóbil!

cid simoes disse...

Ele foi «vender a imagem de Portugal» dando Portugal como brinde.

Graciete Rietsch disse...

E vender a preço desaldo!!!!
É triste!!!!!

Um beijo

josé Manangão disse...

Estou de acordo!...mas olha que isto não fica por aquí.
A missão deles é mais vasta, e tem seguro.
Tudo isto existe, tudo isto é triste, tudo isto foi escolhido pelo povo que lava no rio e talha com seu machado as tábuas do seu caixão.
Abraço

samuel disse...

Estes "Migueis de Vasconcelos" deverão passar a ter cuidado com a proximidade de janelas.
É que nunca se sabe...

Abraço.

Miguel Botelho disse...

Chegará mais longe.
Como disse o seu grande mentor, Ronald Reagan: "Vocês ainda não viram nada!"
Foi pena que aquilo que fizeram a Muammar Gaddaffi, não tivesse sido feito a pessoas como o Cavaco ou o Paulo Portas... aí o linchamento era bem empregue.

Bolota disse...

Ao quísto chegou é verdade...

Com a Revolução de Abril
• O salário mínimo nacional foi implementado pela primeira vez no nosso país.
• Foram congelados salários a partir de certo montante.
• O abono de família foi aumentado e passou a abranger mais de meio milhão de
crianças;
• Mesmo no desemprego passaram a ficar assegurados os benefícios da
Previdência.
• Os valores das pensões sociais foram duplicados para os inválidos e para os
maiores de 65 anos;
• Foi implementado pela primeira vez a licença de parto, alargado o período de
férias para 30 dias, as férias passaram a ser pagas e passou a existir o
subsídio de Natal
• Foi reduzido o horário de trabalho;
• Foram tomadas medidas de ajuda aos desempregados;
• Foi criado o embrião do Serviço Nacional de Saúde universal e gratuito;
Estas conquistas, que hoje fazem parte do nosso quotidiano e estão seriamente
ameaçadas, foram conquistadas com muita luta, contra as sabotagens e ardis


http://conquistasdarevolucao.blogspot.com/2011/07/intervencao-de-henrique-mendonca.htmle


Mas era apeliaddo de maluco...como não podia deixar de ser.

abraços

Olinda disse...

Estes sao tempos trágicos para os portugueses,mas os tempos dificeis também servem para aperfeiçoar o aprendiz.

Maria João Brito de Sousa disse...

É exactamente isso! Vende-se a fachada do País usando técnicas de fachada... estou enjoada de tanta fachada!
Mas acreditem, amigos, há imensa gente para quem a fachada é tudo... ou o mais importante.

Maria disse...

Já não tenho palavras para tanto 'destempero' das figuras que deveriam ser as mais responsáveis deste país.

Um beijo grande.