O EXECRÁVEL

O Público de hoje dedica duas páginas ao balanço da campanha eleitoral em geral e das campanhas do PS, do PSD, do CDS, da CDU e do BE, em particular.
Em título e sub-título diz que se tratou, em geral, de «uma campanha bipolar e a duas velocidades para um país em crise» - com «poucas promessas eleitorais, muitos ataques pessoais e uma infindável caça ao voto em terrenos improváveis. Os partidos só se iam esquecendo das medidas da troika».
Bom, é a visão do Público... que, por sinal, bipolarizou que se fartou... certamente para, entre outros objectivos, esconder o facto de os candidatos da CDU terem procedido a uma crítica exaustiva e fundamentada precisamente às «medidas da troika» e à troika nacional (a qual, satisfeita, aplaudiu essas medidas e, com fidelidade canina, se comprometeu a aplicá-las), para além de terem apontado, com lucidez e rigor, as causas e os causadores do estado de desgraça a que o País chegou e o caminho para dar a volta a isto.

No que respeita aos textos de balanço dedicados a cada uma das campanhas, os títulos falam por si:
«PS: entre o ataque e a resistência em saltar para a oposição»;
«PSD: uma campanha onde já cheira a poder»;
«CDS: Portas pôs "chapéu" de esquerda para travar o voto útil no PSD»;
«CDU: três distritos e um mural... do Facebook»;
«BE: renegociar, renegociar, renegociar a dívida».
Da mesma forma que pelo andar da carruagem se vê o que vai lá dentro, também a simples leitura destes títulos nos faz ouvir a voz do dono a ladrar - confirmando que os cães de guarda não dormem em serviço...

O balanço da campanha da CDU coube a Nuno Sá Lourenço - o Execrável.
E é, obviamente, um balanço negativo. Negativíssimo.
Com efeito, o Execrável não viu nada, nada, nada de positivo na campanha da CDU.
Acresce que, com a desvergonha que faz dele um vómito, decretou e publicou que a CDU colocou como objectivo eleger deputados nos distritos de Viseu, Aveiro e Faro - o que significa, concluiu o Execrável, que
ou a CDU elege deputados nesses três distritos e, no domingo, «o PCP estará do lado dos vencedores destas legislativas»,
ou não elege e... será o grande perdedor...
Ora, sabe-se que, não sendo impossível não é provável que a CDU eleja deputados nos três distritos referidos (e como eu gostaria de estar enganado!...), é óbvio que, com isto, o Execrável está já a afiar a dentuça para, segunda-feira, se atirar às canelas dos comunistas...
Não é por acaso que, ele se refere sempre à campanha da CDU como «a campanha comunista» - uma campanha que, viu ele, «foi de baixa intensidade, com poucas iniciativas agendadas»...
Vejam bem o que ele foi capaz de não ver!...

Mas o Execrável não se ficou por aqui: a fechar a prestação, e sempre em busca - busca canino!, busca!... - das festas do dono e do osso que as acompanha, elegeu como grande acontecimento da campanha da CDU «o incidente em Coimbra - com o protesto de universitários contra a pichagem nas escadarias monumentais», blá-blá-blá...


Monumental sacripanta, este Execrável! - que, a fechar, se eleva aos píncaros da provocação e, lançado em queda-livre, avisa que o «incidente em Coimbra» constitui «um sinal de alerta aos nonagenários comunistas»...
Que o salto lhe corra bem - especialmente se o pára-quedas não abrir - é o meu desejo.



14 comentários:

joão l.henrique disse...

NSL apresentou-se sem novidade.

A CDU e as suas propostas para resolver os problemas no nosso País, provocam urticária cerebral ao capitalismo.

Um abraço.

Graciete Rietsch disse...

Execrável é pouco para classificar esse irracional.

Um beijo.

CRN disse...

Como poderiamos deleitar-nos com a beleza de um cravo...?

Abraço!

Anónimo disse...

É lógico que Nuno Sá Lourenço não esteve no comício em Braga, nem nas arruadas em Lisboa, Almada, o comício do Seixal, enfim...

De facto, para escrever nesse dito jornal, só mesmo um execrável e um vendido ao capital e aos que mandam nesse jornal, sempre com a cauda a abanar, quando lhe atiram o osso do anti-comunismo mais primário.

(Jorge)

A Chispa ! disse...

Então o F.Samuel queria que o jornal Publico ou qualquer outro orgão da burguesia ou mesmo o dito fascista execravel disse-se outra coisa?

Eles estão na barricada deles, não CONCILIAM e mesmo às vezes quando dizem que o JdeSousa é muito simpático, dizem-no em agradecimento, porque o PCP e o BE em vez de concentrarem a sua critica no sistema económico capitalista, colocam-na na forma como o governo gere o capitalismo,ou seja colocam-se na esquerda do sistema e sendo assim é por demais evidente que quem beneficia com isso é sempre a força que aos olhos dos cidadãos se apresenta como alternância, ou seja, uma vez o PS outra o PSD.

E assim sendo é ainda por demais evidente que o PCP e o BE têm imensas RESPONSABILIDADES em serem os partidos capitalistas mais conservadores, a beneficiarem e a capitalizarem o descontentamento social dos mais pobres.

Só se espera é que haja alguém entre vós que ponha os olhos, na comunicação hoje publicada no "odiario.info" do KKE-PCdaGrécia e o leia com atenção, para reflectires e verem quanto à direita deste partido estão.

A Chispa!

svasconcelos disse...

Execrável, mesmo!! E como isto me zanga e eu não quero manchar o teu espaço com impropérios, fico-me assim...
beijo,

Chalana disse...

pois eu cá acho piada ao combate anti-capitalista que a chispa faz nas caixas de comentários do cravo de Abril...

Anónimo disse...

A Chispa, continua a não saber escrever. Leia com atenção o primeiro parágrafo e veja o erro. Vá, devagarinho,palavra a palavra. Áh, ainda não viu? Insista, vá lá, não desista... Tente, outra vez...
Com tempo vai lá.
Sentinela Da Noite

Carlos Vale disse...

O nuno sá lourenço gosta de fazer coro com os lobos.É mais rentável. Além de chafurdar, Mente, Ignora, Oculta, Omite, Deturpa e Trafica a informação. Tudo, por um bocado de toucinho. Dócil e mediocremente. Um nojo.
Carlos Vale

Anónimo disse...

O discurso de J. de Sousa na despedida do seu funeral político foi no mínimo patético, próprio de um revisionista decadente e com os pés para a cova. Abençoado tempo que não perdoa quem não merece perdão.

Antuã disse...

Por aqui também passam alguns execráveis. É ver como marram nos comunistas!

Pintassilgo disse...

O Nuno é Sá Lourenço ou Álvares Pereira e, sendo santo, anda por aí a fazer milagres a torto e a direito?

Fernando Samuel disse...

joão l.henrique; por isso nos tratam como tratam...
Um abraço.

Graciete Rietsch: é preciso inventarmos novas palavras para classificar esta escumalha...
Um beijo.

CRN: tu estás mais adiantado do que nós: já votaste - e votaste bem.
Um abraço.

jorge; estar, esteve... mas viu o que os donos lhe mandaram ver...
Um abraço.

svasconcelos: execrável e basta!
Um beijo.

Carlos Vale: chafurda, mente, ignora, etc, etc: para isso lhe pagam, disso se alimenta, no vómito vive...
Um abraço.

Antuã: eles andam por todo o lado...
Um abraço.

Pintassilgo: para os donos dele é um santo...
Abraço.

Anónimo disse...

Seria um excelente texto se não contivesse alguns excessos,com especial destaque para o desejo expresso no último parágrafo.
Sem desvios de direita nem de esquerda, "não é com vinagre que se apanham moscas".

A. Gamito